filie-se | atualize seus dados | contato | webmail

baner baner baner

Institucional

O Sindelpar tem história e tem ações no presente. Conheça o seu sindicato e participe das conquistas da sua categoria.

Acordos

Veja aqui os Acordos Coletivos de Trabalho firmados entre a categoria e as empresas.

Diretoria

A diretoria do Sindelpar é eleita a cada quatro anos pelos trabalhadores e busca ter representantes em todo o estado de forma a incluir a todas as regiões em que o sindicato atua.

Jurídico

O Sindelpar atua na defesa dos direitos dos trabalhadores por meio de assessoria jurídica especializada. Clique e saiba mais.

Últimas Notícias

20/2/15

Novo endereço

A partir da data de 02/03/2015, passaremos a atuar em novas dependências no endereço Rua Ébano Pereira, 44 Sala 405 Centro de Curitiba PR, CEP 80.410-240.

09/2/15

Dirigentes da UGT Paraná na ONU

Paulo Sérgio dos Santos, presidente do Sindelpar, integra delegação da UGT em Nova Iorque

Jurídico

24/1/15

Edital de Convocação de Eleição

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEIÇÃO


O Presidente da Comissão Eleitoral do SINDELPAR – Sindicato dos Trabalhadores nas Concessionárias de Energia Elétrica e Alternativa no Estado do Paraná, no uso das suas atribuições que lhe confere o Estatuto Social e a portaria 001/2015, faz publicar o presente Edital, convocando os associados quites com suas obrigações perante a entidade, em conformidade com os arts. 63 e 65 do Estatuto Social, a participarem da Eleição Sindical relativa ao mandato de 01 de abril de 2015 à 31 de março de 2019:

1) O prazo para registro de chapas será até às 17hs (dezessete) horas do dia 09/02/2015;

2) A eleição será realizada nos dias 25 e 26 de fevereiro de 2015, no horário entre 08hs e 17hs.

3) A votação será realizada através de mesas coletoras dos votos, havendo uma urna fixa na sede social do Sindicato e urnas itinerantes na base da entidade, que atenderão os locais de trabalho onde houver associados;

4) Os associados que estiverem fora de seu local de trabalho, poderão votar em qualquer urna fixo ou itinerante, bem como, os aposentados, mesmo que seu nome não conste na lista de votação;

5) A Comissão Eleitoral manterá um representante à disposição dos interessados, das 09hs às 17hs na Sede do Sindelpar, na Rua Dr. Carlos de Carvalho, 156, sala 04, Centro, Curitiba-PR.

6) O presente Edital será afixado na sede do Sindicato, em conformidade com disposições estatutárias e respeito do processo eleitoral, cujo Estatuto se encontra registrado no Cartório do 4º Ofício de Títulos e Documentos sob nº 1.896, livro A-1.

Curitiba, 24 de janeiro de 2015.

Luiz Antonio Tomaz de Lima

Presidente da Comissão eleitoral

14/3/14

Pagamento Integral de Sobreaviso

PROCESSO Nº 27680-2009-14-09-00-9



Mais uma conquista do SINDELPAR em prol dos seus associados e representados.



A juiza da 14ª Vara do trabalho de Curitiba decidiu no processo acima que:

Sindicato Autor requer a condenação das Rés no pagamento para os substituídos, do descanso semanal remunerado sobre as horas de sobreaviso e reflexos em gratificações natalinas, férias acrescidas do terço constitucional e FGTS e demais verbas vencidas e vincendas. Alega que o direito em questão já é matéria pacificada, já que as horas de sobreaviso possuem natureza salarial, e como tal, deve repercutir inclusive no RSR, embasando seu pleito na Súmula 229 do C. TST.

Juntou aos autos alguns comprovantes de pagamento salarial, que demonstram a irregularidade narrada.

As Rés, na defesa apresentada, impugnaram as alegações da inicial e sustentam que não existe nenhum embasamento legal para o pedido já que não existe previsão legal de incidência do RSR na parcela sobreaviso, uma vez que não se trata de efetivo serviço prestado. Segundo defendem as Rés, o repouso semanal remunerado só é devido quando há efetivo trabalho prestado, como ocorre com as horas extras.

As Demandadas embasam a defesa na Lei n.º 605/49, artigos 6º e 7º, § 2º.

Com razão o Sindicato Autor.

Com relação às horas de sobreaviso, muito embora o empregado não esteja prestando serviços, encontra-se à disposição do empregador. Destarte, os valores devidos a tal título visam remunerar o tempo em que o empregado permaneceu à disposição do empregador, aguardando eventual chamado para o trabalho (arts. 4º e 244, § 2º, ambos da CLT).

Na hipótese, compartilhamos do entendimento de que são devidos os repousos semanais remunerados sobre o sobreaviso, e com este, geram repercussões em férias e seu adicional e 13º salários, razão pela qual condenam-se as Rés no pagamento das diferenças devidas a tal título, já que incontroverso o não pagamento e ainda, no pagamento das parcelas vincendas.

Defere-se, nestes termos.

Até a presente data o SINDELPAR teve, ganho de causa em todas as instâncias, muito embora o processo ainda se encontre no TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasilia.

Para maiores esclarecimentos o nosso Jurídico encontra-se a disposição pelo telefone. 41 – 3323-7292 – Dra. Maria José Dantas.

JORNAIS

Somos filiados